4 dicas de sinalização interna para sua empresa


Espaços corporativos e comerciais precisam, necessariamente, seguir alguns parâmetros e normas de funcionalidade. A sinalização interna é uma das medidas fundamentais para garantir a segurança e a utilização adequada do local.

Na verdade, há outras funções que podem ser exploradas, de acordo com os objetivos traçados. Mas é importante que tudo esteja em conformidade com a identidade da comunicação visual.

Acompanhe o artigo de hoje e saiba como coordenar a sinalização no seu escritório ou ambiente comercial.

Funções das placas de sinalização interna 

A sinalização interna acontece, sobretudo, por meio de placas que, de maneira clara e objetiva, devem orientar sobre as ações corretas a serem tomadas. Contudo, há outras funções agregadas que fazem toda a diferença para a experiência dos ocupantes.

É crucial que as peculiaridades de cada empresa e de cada espaço sejam respeitadas. Portanto, é necessário contar com um bom planejamento. Desta forma, a sinalização se torna capaz de contemplar aspectos como:

  • Segurança: indicação de locais perigosos, saídas de emergência e existência de dispositivos como extintores, entre outros; 
  • Fluxo: apontamento de capacidade máxima, sentido de direção, indicação de vias de fluxo, entre outros;
  • Orientação: avisos, comunicados e explicações em geral;
  • Campanhas: visual merchandising, alertas de promoção e de lançamentos de produtos, entre outros;
  • Identidade: composição e fortalecimento da identidade visual da marca. 

Como garantir uma boa sinalização interna

Acompanhe as dicas abaixo para desenvolver uma sinalização interna eficiente:

1. Defina os objetivos 

Primeiramente, deve-se ter clareza acerca dos objetivos de ocupação do local, considerando suas limitações e potencialidades. Só desse modo se torna possível estabelecer uma comunicação clara

2. Respeite a identidade visual

A sinalização interna tem de estar em harmonia com a comunicação e identidade visual da marca. Assim, todos os elementos criarão uma sinergia alinhada com a personalidade e os objetivos do negócio.

3. Lembre-se da acessibilidade

Vale destacar que a sinalização deve ser inclusiva. Por isso, ela não pode ser apenas “visual”. Ela deve prever soluções para que pessoas com limitações físicas também possam se orientar e utilizar o espaço de maneira satisfatória. 

4. Conte com profissionais especializados

Há inúmeras variáveis a serem consideradas. Cada caso exige um estudo aprofundado das reais necessidades e um trabalho personalizado para solucioná-las. Por isso, conte com uma equipe experiente, engajada e criativa. Afinal, você não quer tentar a “sorte” e sair no prejuízo.

Entre em contato conosco pelo WhatsApp (11) 98327-6060.