Novos espaços colaborativos: mesas compartilhadas


Mesas compartilhadas já são velhas conhecidas das empresas. Entretanto, configurações específicas passaram a ser necessárias no contexto dos novos espaços colaborativos. Sim, “novos”, porque não só a própria evolução do tempo, como a pandemia de COVID-19, mudaram a forma de se pensar e planejar o layout dos escritórios.

Algumas medidas assumem um caráter provisório, é verdade. Sobretudo ao que diz respeito à intensificação dos cuidados com a saúde e segurança dos ocupantes. Contudo, outras providências devem ser incorporadas de maneira mais permanente, como reflexo de uma mudança mais profunda de mentalidade e cultura.

O modo como as pessoas se sentam junto à mesa de trabalho e ali realizam suas tarefas, trocam experiências e passam boa parte de seu dia, precisa ser visto com atenção. As configurações não podem ser as mesmas de sempre. É necessário encontrar soluções diferenciadas, fazer adaptações e otimizar o uso do espaço no intuito de mantê-lo sempre atualizado.

Benefícios das mesas compartilhadas

A adesão a mesas compartilhadas se intensificou à medida que a prática do hot-desking e dos espaços de coworking ganharam terreno. Isto muito se deve a novas maneiras de conceber o desenvolvimento dos negócios, diante de cenários extremamente dinâmicos, em constante mudança.

Naturalmente, a colaboração é um dos fatores valorizados e visados neste contexto. A agilidade de comunicação, o estímulo a insights e o senso de liberdade são alguns dos benefícios buscados. E, claro, as mesas compartilhadas facilitam muito a promoção deles. 

O mobiliário também pode ser adotado como um recurso para a otimização de espaços, o fortalecimento do espírito de equipe e até mesmo a melhoria da gestão de pessoas, dentre outras soluções.

Como devem ser as mesas compartilhadas dos novos espaços colaborativos

Apesar de toda atenção e preocupação com a volta do convívio no espaço físico do escritório, o trabalho colaborativo não deixará de existir. Nem de ser pertinente. Assim como layouts que prezam pela colaboração não serão anulados. Todavia, providências precisarão ser tomadas.

Com relação às mesas compartilhadas, é ideal que seja respeitado o distanciamento de 1,8 metros entre os usuários. Para tanto, pode ser necessário tirar alguns assentos. Isto se não for uma opção providenciar adaptações, como a instalação de divisórias (frontais e laterais)  ou mesmo a compra de um novo móvel, já com as proteções adequadas.

Estas divisões servem também para gerar certo grau de individualidade, que pode ser muito bem-vindo em algumas funções. É importante também considerar as demais necessidades do time e sempre lembrar de garantir não só a higiene, como também a ergonomia! Vale assinalar que, quanto à limpeza, vale a pena investir em superfícies lisas, que facilitam a manutenção.

Nós, da DABUS ARQUITETURA, somos especialistas em Arquitetura Corporativa. Portanto, temos a expertise certa para tornar a sua empresa um local mais produtivo, seguro e atualizado.

Então, não perca tempo. Fale conosco pelo WhatsApp (11) 98327-6060.