O que é cronograma físico-financeiro da obra e quais suas vantagens?


Cronograma físico-financeiro

Fornecedores, qualidade dos materiais, condições climáticas e vários outros fatores influenciam a entrega e a eficiência de uma construção. Por isso, instrumentos como o cronograma físico-financeiro da obra são essenciais.

Não é apenas o planejamento inicial que importa para garantir o bom desenvolvimento do projeto. Também é necessário um acompanhamento mais pontual de cada etapa. Assim, é possível garantir maior alinhamento com tudo aquilo que foi pensado, além de assegurar as condições adequadas para a tomada de decisões.

Quer otimizar os seus resultados e prezar pelo prazo e pelo orçamento da sua obra? Então, acompanhe o artigo de hoje!

O que é cronograma físico-financeiro da obra?

O cronograma físico-financeiro é uma das ferramentas de Gerenciamento de Obras mais importantes. Trata-se de um documento no qual são organizadas todas as atividades que compõem as etapas de uma construção. Nele, são registradas as datas de início e fim de cada fase, seus prazos de execução e o orçamento disponível.

Em outras palavras, estamos falando de um guia de acompanhamento e controle, cujo objetivo principal é garantir que o tempo e os gastos da obra saiam conforme o planejado. Seus custos são definidos mediante a etapas físicas. Ou seja, conforme aquilo que é construído de maneira gradativa.

Portanto, o cronograma físico-financeiro precisa abranger diversos fatores, como os materiais e os serviços envolvidos.

Vantagens do cronograma físico-financeiro

A partir da verificação atenta da realidade que abarca cada etapa da execução é possível contar com muitas vantagens. Tanto para os profissionais contratados, quanto para o próprio cliente.

Abaixo relacionamos 4 vantagens. 

1. Previsibilidade

Questões como a necessidade de mais materiais do que o previsto, ou de mais tempo para concluir uma tarefa, se tornam menos ameaçadoras com o cronograma físico-financeiro. Isso porque ele evidencia tais demandas e, assim, permite evitar o problema ou antecipar as soluções cabíveis.

2. Assertividade e eficiência

O controle das fases da construção torna o trabalho mais assertivo e eficiente, pois sinaliza as condições sobre as quais a equipe trabalha. Então, é capaz de prever dificuldades e de acelerar as providências necessárias diante de problemas.

3. Facilidade para a tomada de decisão

A tomada de decisão é beneficiada, uma vez que o cronograma fornece aos gestores um quadro comparativo claro entre o que foi planejado e o cenário atual. Tudo para que se possa fazer escolhas que prezam pelo prazo e o orçamento estabelecidos.

4. Mais chances de financiamento

Muitas instituições que financiam imóveis e oferecem valores para investir na Construção Civil exigem o cronograma físico-financeiro de obras como documento de controle. Portanto, ele se torna indispensável.

Leia também outros artigos em nosso blog! Há diversas informações e dicas para guiar a sua construção. Para completar a leitura de hoje, confira o post sobre Estudo de Viabilidade Técnica da obra.