Educação infantil: como deve ser este ambiente escolar?


Ambiente de educação infantil

Apesar do caráter lúdico que permeia o universo das crianças, educação infantil é coisa séria. Afinal, ela faz parte de uma fase crucial do desenvolvimento humano. Neste processo, o ambiente escolar precisa ser pensado e planejado com cuidado. Nele, é importante que os pequenos se sintam acolhidos e, ao mesmo tempo, desafiados e estimulados.

Diversas transformações sociais e culturais impactaram intensamente o âmbito educacional nos últimos anos. Sobretudo após a pandemia de COVID-19. Os métodos e o espaço de ensino tiveram de acompanhar as mudanças de mentalidade e os avanços tecnológicos.

Não é mais possível recorrer apenas às práticas tradicionais. Novos cenários precisam ser criados. Novas ferramentas precisam ser experimentadas. As crianças de hoje precisam de mais liberdade!

Acompanhe o conteúdo a seguir e fique por dentro de parâmetros essenciais para a educação infantil atual!

A escola como segundo lar

Boa parte da vida dos estudantes é passada dentro da escola. Além das atividades formais, múltiplas vivências corroboram para a formação do indivíduo e do jovem cidadão. Cada ambiente é um palco significativo para o crescimento e o desenvolvimento da criança. Assim, a escola pode ser concebida como o seu segundo lar.

Mas, para que isto seja aplicado ao cotidiano da turma, é indispensável oferecer as condições necessárias para que ela se sinta confortável e à vontade. Entretanto, isto não significa abandonar as diretrizes que prezam pela disciplina.

Os espaços devem levar os ocupantes a se expressarem com criatividade e espontaneidade. Áreas internas e externas podem ser exploradas para enriquecer os aprendizados, além de outros recursos capazes de tornar as lições mais dinâmicas.

Brincar e aprender

As brincadeiras são expressões naturais da infância que podem ser exploradas como práticas de ensino, desde que bem planejadas como tal. Brincar ajuda a desenvolver a coordenação motora, assim como habilidades cognitivas.

Então, nessa direção, vale a pena investir em espaços que estimulem a interação e a resolução conjunta de problemas. Não são apenas as brinquedotecas que podem fazer isso. As bibliotecas, salas de aula e áreas de convivência também são locais com grande potencial.

Estímulos diversos na educação infantil

É importante assinalar que os ambientes escolares devem ser idealizados para desafiar as crianças nos campos cognitivo, social e motor. Portanto, elas devem contar com recursos e oportunidades para realizar tarefas sensoriais e sociais intensas.

Pular, subir, descer, correr e outros movimentos como estes têm de conviver com cheiros, sabores, sons e toques que provocam o corpo, a mente e as emoções. Assim, cada canto da escola assume um papel na missão de educar. Seja a própria sala de aula, como o jardim, a quadra ou o refeitório, por exemplo.

Tudo com segurança

Em meio a tantos estímulos e cenários não se pode esquecer de garantir a segurança na educação infantil. Pisos antiderrapantes, brinquedos adequados para cada idade, câmeras de segurança e higienização reforçada são alguns cuidados que não podem ser deixados para depois, além de muitos outros.

Conheça o trabalho que realizamos na área da Arquitetura Escolar! Para mais detalhes sobre o seu projeto, entre em contato conosco pelo WhatsApp (11) 98327-6060.

Referências: Maple Bear, Brasil Escola.