O mercado de trabalho e a contratação de profissionais mais velhos


Contratação de profissionais mais velhos

À medida que a expectativa de vida cresce em todo mundo, maior se torna a relevância sobre a contratação de profissionais mais velhos. Afinal, este é um grupo que se torna mais volumoso e, em boa parte, graças aos avanços tecnológicos, também mais produtivo.

De acordo com dados do IBGE, em 2019, a expectativa era que os brasileiros vivessem até 76,6 anos. O que representa 3 meses a mais do que o verificado em 2018. 

Para efeito de comparação, em 1940, por exemplo, a expectativa de vida no Brasil era de 45,5 anos. Já em 2015, passou para 75,5 anos. Assim como constata o IBGE, esses números vêm crescendo desde então.

Equipes intergeracionais

Muitas empresas passaram a desenvolver programas para a admissão de pessoas com mais de 50 anos no intuito de criar equipes intergeracionais, caracterizadas por experiências e talentos diversos.

Um levantamento realizado por uma plataforma de recrutamento e seleção profissional mostrou que 10% dos trabalhadores empregados por meio do serviço, no primeiro semestre de 2021, tinham entre 40 e 50 anos. Tal feito representa um crescimento de 217% nas contratações de pessoas dessa faixa etária, em relação ao mesmo período de 2020.

Relações trabalhistas de profissionais mais velhos

Vale lembrar que as relações trabalhistas de profissionais mais velhos são praticamente as mesmas dos colaboradores jovens. Entretanto, a legislação protege pessoas com idades mais avançadas de condutas discriminatórias, como as que possam limitar sua contratação ou reduzir o tempo de contribuição apenas por conta do fator etário.

Robert Neil Butler, psiquiatra e gerontologista americano, criou o termo ageísmo, em 1969, que é utilizado para descrever os estigmas relacionados a qualquer faixa etária. Porém, seu uso é mais frequentemente associado à discriminação contra os mais velhos.

Vantagens trazidas por profissionais mais velhos

Apesar dos preconceitos que ainda persistem, as qualidades dos profissionais seniores vêm ganhando mais espaço na estrutura organizacional das companhias. Em geral, elas estão em busca de vantagens como:

Capacidade de agregar valor

Colaboradores com mais vivências têm a capacidade de agregar valor ao time e ao negócio. Ajudam na organização das tarefas, na resolução de problemas complexos e no desenvolvimento dos mais jovens, muitas vezes até praticando a mentoria. Além disso, têm maior flexibilidade para ocupar diferentes funções.

Constância e fidelidade

Enquanto o pessoal mais novo apresenta maior propensão à rotatividade, os profissionais mais velhos tendem a ser mais comprometidos. Muitas vezes, eles conseguem adaptar suas expectativas e criar as suas próprias oportunidades onde já estão inseridos. 

Visão sistêmica

Com o passar da idade, o ser humano desenvolve novas competências. Somadas à experiência, essas competências lhe conferem uma visão sistêmica para antecipar e resolver problemas.

E então, sua empresa integra o talento de colaboradores mais velhos? Esta pode ser uma chave importante para estimular a diversidade, a colaboração e a produtividade. Pense nisso e continue acompanhando nossos artigos e dicas. 

Acompanhe a DABUS ARQUITETURA também no Instagram!

Referências: Exame.com, MetLife, Administradores.com, Extra.