Branding e identidade visual: o que são e como se ligam à Arquitetura?


Branding e identidade visual

Para muitos, branding e identidade visual traduzem o mesmo conceito dentro do marketing. Entretanto, a verdade é que, embora se complementem, essas são especialidades distintas. E entendê-las bem, no contexto de projetos comerciais e corporativos, pode fazer toda diferença.

Também na Arquitetura a marca de um negócio precisa ser explorada de forma estratégica. Não se pode esquecer que o escritório de uma empresa funciona como um meio de comunicação. Ele expressa ideias, mensagens e estilos, os quais precisam estar em concordância com todo posicionamento almejado.

A identidade visual é uma parte do processo. Já o branding é o trabalho realizado para que todos os esforços em torno da marca sejam coerentes, sólidos e diferenciados.

Entenda melhor a seguir!

O que é identidade visual?

As cores, tipografias, papelaria, traços e logotipo, assim como as soluções que definem como tudo isso irá se comportar em diferentes mídias e materiais, fazem parte da identidade visual. Para que ela seja eficiente, esses elementos gráficos devem estar em harmonia com os valores e a personalidade do negócio. Portanto, envolve um trabalho que vai muito além de gostos pessoais ou meros padrões estéticos.

Por meio das características visuais criadas busca-se diferenciar uma marca dentre tantas outras presentes nos meios de comunicação. Sejam eles on ou offline.

Branding é uma estratégia de gestão de marca que visa construí-la, apresentá-la e desenvolvê-la no mercado de acordo com um posicionamento capaz de chamar a atenção, sobretudo, do público-alvo. É graças às medidas aplicadas nesse processo que a marca ganha “alma”, personalidade e tom de voz.

O que é branding?

O branding anda lado a lado com o planejamento e tem uma atuação estratégica de caráter mais amplo. Por isso, não se ocupa apenas da parte visual.

Qual a diferença entre branding e identidade visual?

Branding e identidade visual se ocupam da criação e manutenção de características capazes de tornar uma marca evidente no mercado. Porém, enquanto a segunda se volta somente aos aspectos visuais, a primeira contempla múltiplos fatores que compõem o posicionamento de uma empresa.

Uma boa identidade visual não pode existir antes dos estudos e direcionamentos do branding. É ele que aponta qual é a maneira mais adequada de falar com o público, tanto de maneira verbal, quanto não verbal. Define a personalidade da marca, sua missão, visão, valores e outras questões relativas a sua existência.

O branding na Arquitetura

Para que projetos de Arquitetura Corporativa e de Arquitetura Comercial sejam desenvolvidos de maneira assertiva é necessário, primeiro, entender profundamente o posicionamento do negócio.

  • Se é novo ou já possui uma imagem consolidada.
  • Se precisa reforçar seus valores ou renovar sua identidade.
  • Se atende o público “X” ou “Y”.
  • Se tem a intenção de se expandir ou já possui outras unidades (como é o caso das franquias).
  • Se é mais admirado por este ou aquele fator.
  • Se tem uma assinatura visual versátil ou que só permite poucas adaptações.

Enfim, há diversos pontos que devem ser levados em consideração. A identidade imagética precisa sim ser respeitada – quando existe. Contudo, é fundamental também buscar um alinhamento maior com os objetivos da companhia. E, como você já sabe, eles não são apenas visuais.

Com mais de 30 anos de trajetória, a DABUS ARQUITETURA conta com toda expertise necessária para dar vida a projetos com propósitos definidos. Tudo conforme a estratégia da empresa e seus esforços para impactar o mercado com uma mensagem atrativa e coerente.

Para saber mais, entre em contato!