Por que e como oferecer cashback na sua loja?


Como oferecer cashback

Com o avanço da tecnologia novos métodos para conquistar o consumidor surgiram. Hoje, seja nas compras online ou em lojas físicas, há estratégias de vendas aliadas a recursos tecnológicos e a toda uma base de dados que eles podem proporcionar. Nesse sentido, oferecer cashback é uma tendência que tem ganhado muitas empresas ao redor do mundo.

Antes comum no e-commerce e nas operadoras de cartões de crédito, a prática já se encontra disseminada entre todo tipo de negócio. De acordo com o Sebrae, em 2019 o Brasil contava com cerca de 6,4 milhões de estabelecimentos cadastrados nos programas de cashback.

Entenda a seguir suas vantagens e como ele pode ser aplicado!

Mas o que é cashback?

O próprio nome revela o conceito desse método que visa, sobretudo, fidelizar clientes ao lhes devolver parte do dinheiro investido em uma compra. Ou seja, significa literalmente “dinheiro de volta”. A porcentagem varia de acordo com a estratégia de cada empresa.

Assim, o cashback nada mais é do que um programa de recompensa. A operação acontece por meio de intermediárias entre a loja e o consumidor. Por isso, a escolha da plataforma parceira, que irá intermediar as devoluções, precisa ser muito bem estudada.

Vantagens de oferecer cashback

Como já mencionado, esse método se sobressai por funcionar como um programa de fidelidade. Com ele, os clientes sempre terão motivos para continuar comprando no mesmo lugar. Porém, para tanto, é necessário buscar soluções que permitam realizar campanhas exclusivas. Isso porque, em muitos casos, o cliente recebe o valor em forma de uma carteira virtual, que pode ser usada em diferentes lojas.

Devido ao benefício em compras, o cashback também atrai novos consumidores e estimula o aumento do ticket médio.

Como passar a oferecer cashback?

Confira abaixo como funciona o processo para oferecer cashback em seu negócio!

1. Contratação de uma plataforma: o primeiro passo é buscar e escolher a plataforma que irá intermediar as transações de devolução de dinheiro. Certifique se ela permite configurar promoções exclusivas.

2. Divulgação: é essencial preparar o marketing para divulgar o oferecimento do programa. Comunique no site, nas redes sociais, faça campanhas no Google, informe no estabelecimento físico e onde mais for possível.

3. Cadastro de clientes: para participar do cashback os clientes precisam ser cadastrados na plataforma contratada. Assim será possível ter o controle do quanto cada um receberá de volta. 

4. Acúmulo de saldo: as porcentagens definidas para cada compra serão acumuladas em uma espécie de “conta corrente” do cliente. É ele quem decidirá quando utilizar o saldo como crédito na loja.

5. Utilização do saldo: o estabelecimento deve cumprir a promessa que ofereceu. Portanto, o valor acumulado tem de ser revertido em crédito ou dinheiro, conforme a vontade do comprador.

Estratégia pós-pandemia

Com a pandemia do novo coronavírus muitos negócios passaram a explorar as vendas online. Por isso, se destacar nesse meio se tornou ainda mais desafiador.

Nesse contexto, explorar o cashback pode ser uma ótima maneira de atrair a atenção do público. Afinal, além da comodidade, o novo consumidor aprendeu a buscar vantagens que sempre facilitem suas futuras aquisições.

Leia também nosso artigo sobre os hábitos de consumo pós-pandemia.

Referências: Rock Content, Neil Patel, Programa Consumer, Blog Gerencianet.