Por que e como criar diferencial competitivo para meu negócio?


Como criar diferencial competitivo

Seu negócio não foi criado para ser só mais um na multidão. Até porque, em todos os setores, a concorrência tem se mostrado implacável. Quem se acomoda ou se conforma, logo perde seu lugar ao sol. Portanto, criar diferencial competitivo é matéria obrigatória na hora de empreender.

Vale destacar que, ao contrário do que muitos acreditam, bom atendimento e rapidez não são diferenciais. Isso porque, com um pouco de empenho, qualquer outra empresa pode passar a apresentar essas qualidades.

Então, o diferencial tem mais a ver com valor percebido: uma característica subjetiva e positiva que é devidamente assimilada pelo consumidor. Logo abaixo você entenderá melhor a importância disso.

Por que criar diferencial competitivo?

Com a Revolução Industrial o alto volume de produtos no mercado obrigou as organizações a desenvolverem estratégias mais refinadas para vendê-los. Já com a internet, as pessoas se tornaram mais críticas e mais exigentes com relação àquilo que consomem e às marcas, de modo geral.

Oferecer produtos e serviços não é mais suficiente (há muito tempo!). É necessário, agora, representar valores com os quais o seu público se identifica, proporcionar experiências e tocar as emoções. Sua marca precisa ser única!

Assim, criar diferencial competitivo é o caminho para se manter não só visível, mas principalmente relevante no mundo, abarrotado de anunciantes. Além disso, outra vantagem é escapar da guerra de preços. Venda algo que só você é capaz de entregar!

Mas como fazer isso? 

É aí que entram as 5 dicas a seguir!

1. Estude muito bem os concorrentes

Você deseja ser diferente de quem? Quais empresas competem diretamente com a sua? É primordial mapeá-las e estudá-las. Busque identificar os pontos fortes e fracos delas. Aprenda com elas e crie soluções para o que não é atendido ou para aquilo que é feito de forma insatisfatória. Porém, mantenha a identidade da sua marca. Trabalhe a partir de sua missão exclusiva.

2. Seja o primeiro

Quando não há nada similar no mercado, a diferença logo aparece. Portanto, invista em pesquisa e inovação. Tenha um time comprometido em sair na frente. Planeje, mas não tenha medo de ousar. Tenha sempre aquela inquietação: essa é a única maneira de resolver o problema? Seu time deve ser motivado a sempre fazer perguntas, mesmo que “óbvias”. Sem elas não é possível abrir novas saídas.

3. Foque em valores intangíveis

Ter um produto ou serviços revolucionário, certamente, cria um diferencial respeitável. Mas não é preciso ir tão longe para ser reconhecido por uma ideia ou proposta única. A melhor estratégia é buscar desenvolver experiência e valores que não podem ser mensurados de maneira física. Quem ama uma marca tem uma relação com ela baseada em fatores emocionais. Ser diferenciado tem a ver com conquistar esse amor.

4. Levante forças e fraquezas

Para descobrir suas potencialidades é essencial conhecer também suas fraquezas. A Análise SWOT é uma ferramenta muito indicada nesse sentido. Com ela será possível visualizar, além das forças e fraquezas, as oportunidades e ameaças que rondam seu negócio. Em todo esse contexto será possível conhecê-lo melhor para, assim, começar a explorar seus diferenciais. 

5. Invista em branding

Trabalhar sua marca, sua proposta única e imagem é uma etapa indispensável, pois é a partir do branding que o mercado irá reconhecer seu posicionamento e o que há de especial nele. Esse é um trabalho que precisa ser feito com consistência ao longo do tempo. O resultado não virá do dia para a noite. Mas será duradouro! Uma agência especializada no assunto pode se encarregar do planejamento.

Temos um artigo que fala especialmente sobre como o espaço de trabalho pode evidenciar os diferenciais competitivos da sua empresa. Recomendamos a leitura!

No mais, compartilhe o artigo de hoje com sua equipe. Ela poderá ajudar a desenvolver melhor o processo de criar diferencial competitivo!